Curso à distância permite ao aluno flexibilidade de horário

ALUNA EAD - POST NOTICIA 1Em cursos EAD, os alunos conseguem conciliar com facilidade os estudos com a rotina.
É entre um compromisso profissional e outro que a estudante Bruna Bauer, 28 anos, encontra tempo para abrir seu laptop e fazer as atividades da faculdade de Processos Gerenciais. Café, restaurante e até banco de ônibus já serviram de sala de aula para a jovem, que cursa a graduação na modalidade Educação à Distância (EAD).
Profissional autônoma no ramo de importação e exportação, Bruna viu na flexibilidade de horários de um curso à distância a possibilidade de voltar para a graduação depois de uma temporada no Exterior. Antes de partir para a China, ela cursava Relações Públicas.
— Mesmo com a flexibilidade, engana-se quem pensa que é fácil um curso de EAD. O aluno é muito exigido, justamente porque não tem o professor sempre presente, então o estudante tem que correr atrás — explica.
A possibilidade de encontros presenciais foi fundamental para Bruna, que já utilizou o serviço.
— Por enquanto, só vi coisas boas — afirma.
As características da estudante gaúcha se encaixam no perfil de aluno de EAD apontado pelo diretor da Associação Brasileira de Educação a Distância (Abed), Luciano Sathler:
— É um aluno mais experiente, geralmente já formou família, alguém que já trabalha e busca no EAD uma forma de avançar na carreira.
As táticas de estudo da Bruna durante a viagem: Bruna viaja quase todas as semanas para Caxias do Sul, a trabalho. Nas duas horas que dura o trajeto até a Serra, aproveita para colocar as leituras de artigos em dia e desenvolver os módulos semanais passados pelos professores.
Exercícios na pasta: Como todo suporte que utiliza é virtual, o único material de apoio que Bruna carrega, em uma pasta, são exercícios que imprime para facilitar o manuseio, principalmente os trabalhos das disciplinas de cálculo.
Na mesa do bar: O computador ou tablet está sempre à mão. Assim, fica mais fácil de a Bruna aproveitar os minutinhos que sobram, entre um compromisso profissional e outro, para estudar. Enquanto muitos encontram na internet atividades de lazer durante um cafezinho, por exemplo, ela vê uma oportunidade de estudo.
Fonte: Jornal Zero Hora – Grupo RBS TV

Anúncios