Número de matrículas de alunos com deficiência cresce mais de 900% em 10 anos

Estudantes com deficiência passaram de 2.173 no começo do período para 20.287 em 2010 — 6.884 na rede pública e 13.403 na particular

Ministério da Educação divulgou, na última segunda-feira, que a quantidade de matrículas de pessoas com deficiência na educação superior aumentou 933,6% entre 2000 e 2010. O número de instituições de educação superior que atendem alunos com deficiência mais que duplicou no período, ao passar de 1.180 no fim do século passado para 2.378 em 2010. Destas, 1.948 contam com estrutura de acessibilidade para os estudantes.

O governo federal vai destinar, no próximo ano, R$ 11 milhões a universidades federais para adequação de espaços físicos e materiais didáticos a estudantes com deficiência, por meio do Programa de Acessibilidade na Educação Superior (Incluir). O valor é quase quatro vezes maior em relação ao investimento deste ano, de R$ 3 milhões.

O Incluir propõe ações que garantem o acesso pleno de pessoas com deficiência às instituições federais de ensino superior (Ifes). O objetivo é fomentar a criação e a consolidação de núcleos de acessibilidade nas instituições, os quais respondem pela organização de ações institucionais que garantam a integração de pessoas com deficiência à vida acadêmica, eliminando barreiras comportamentais, pedagógicas, arquitetônicas e de comunicação.

Para que os alunos portadores de deficiência tenham um ensino de qualidade, é necessário investir também na capacitação de professores. Os profissionais devem adquirir conhecimento para saber trabalhar com este público, que carece de um atendimento pedagógico diferenciado e uma educação especial.

Por isso, cursos de especialização na área são fundamentais para o exercício da profissão de quem trabalha na área.  A Universidade Candido Mendes e o Instituto Prominas oferecem os cursos de Pós-Graduação a Distância em Educação Inclusiva, Especial e Políticas de Inclusão Pós-Graduação a Distância em Educação Inclusiva, Especial e Transtornos Globais, voltados à produção do conhecimento no ensino e na pesquisa de saberes essenciais para a prática pedagógica.

Fonte: MEC

Anúncios